Pular para o conteúdo principal

#34 – Corrida do Bem-Estar

Prosseguindo no animado calendário de corridas de Sobral em 2017, domingo foi dia da Corrida do Bem-Estar. O evento foi promovido pela academia Vip Training com distância única de 5km ao custo de R$ 35,00 e inscrições apenas no modo presencial, na própria academia.



Assim que soube do evento, pedi informações ao Celso e ele mesmo fez a gentileza de realizar a minha inscrição. Portanto, eu só teria o trabalho de ir retirar o kit.

Entre a I Meia Maratona de Sobral e esta prova, nasceu a Marcele (31 de julho). Cheia de saúde e trazendo ainda mais alegria para nosso lar. Agora a trupe está completa :D. Com isso, o tempo para treinar ficou apertado, mas tenho feito o que dá: esteira na terça (treino intervalado), asfalto na quinta à noite (treino de ritmo) e longão no sábado. Portanto, uma prova de 5km no domingo, não seria tão assustadora assim.

Procurei avisar aos amigos do “Face” a realização da prova, uma vez que me pareceu pobre a divulgação. Sempre digo que eventos desse tipo são importantes não apenas para os que gostam de correr, mas também – ou talvez principalmente – para os que precisam praticar um esporte. A corrida de rua é uma alternativa relativamente simples para esta necessidade, pois elas tornam-se a “desculpa” para os treinos – que é onde a “coisa” acontece. Então, let’s run!

A entrega de kits aconteceu na sexta (18) e sábado (19) na própria academia. Fui pegar o meu na sexta: sacola, camisa, número de peito e brindes de patrocinadores. Sem cronometragem. Tudo super simples e rápido.



A camisa, sem condições. Tem gente que correu com ela, claro. Mas tem gente que faz a São Silvestre de terno.

No sábado, Camilla e eu fomos fazer um longão de 18k. Então, cuidei bem da hidratação no sábado inteiro. “Só” 5km, mas se não tiver cuidado, dá pane mesmo assim.

De sábado para domingo, sono intermitente. Levantei as 5h15 e as 6h estava no local da largada, em frente à academia. Detalhe: o percurso não tinha sido divulgado (pelo menos não vi) e no trajeto de casa para o local da prova, vi o pessoal colocando os cones na Av. Cleto Ferreira da Ponte. Ou seja, uma prova de 5km com 3 ladeiras de verdade e mais umas subidinhas de leve.

Ao chegar, encontrei vários colegas e dei uma volta no Centro de Convenções para aquecer. Nesse momento, além de sentir as pernas pesaaaadas vi que chegava a ambulância. Isso é importante numa corrida… Então, prometi que iria de leve. Só para garantir mais uma medalha pra coleção. Aliás, elas já estavam expostas e fui dar uma olhadinha. Procurei e não vi troféus – de fato, não houve premiação para os melhores colocados; talvez isso explique a ausência de tantos colegas corredores. Mas pra mim, isso é indiferente.

O Alexandre Frota, mais conhecido como Amaral, fotógrafo da Arretado.com também estava presente. Em seguida, o pessoal chamou para o aquecimento/alongamento e pontualmente as 6h30 foi dada a largada.




Meus planos de ir de leve logo mudaram. Quando vejo aquele povo correndo, entendo os que os cães sentem quando veem a gente correndo. Decidi que ia forte enquanto desse; depois, diminuiria.

Mas, aquele lance de mirar numa pessoa mais a frente e saber que dá pra passar, vai te fazendo ter um pouco mais de fôlego. Ai, você vai.

Ô subidinha boa! Foto: Alexandre Frota (Amaral) – Arretado.com

Primeiras duas ladeiras vencidas, pernas menos pesadas e na rotatória da COHAB III, o ponto de hidratação. Garrafinha de 500ml de água bem geladinha.

Na volta, era só vencer a última ladeira (que na verdade é um morro, ou seja, ladeira na ida e na volta) e manter o ritmo. Tava dando tudo certo e ainda consegui passar uns dois ou três colegas.

No final, GPS marcou menos de 5km num tempo de 24’21”, que corresponde a um pace médio de 5’06”. Recorde. Dessa vez tinham até aquelas moças que ficam segurando a faixa até a gente passar pelo pórtico. Embora não tenha sido uma faixa, mas apenas aquelas fitas amarelo/preto, valeu 🙂

Foto e vídeo abaixo: William Silva (que estava acompanhando a chegada do pessoal da Sprint Trainning).









Logo mais a frente, medalha, lanche bem legal (banana, maçã, tangerina, paçoquinha, goiabada) e mais água gelada. Mais algumas fotos, papo com os colegas e fim. Casa! Aquele dia da semana em que você pode deitar na rede e só curtir a fase.

Final de prova! Foto retirada do perfil do Facebook do Kelton Vasconcelos.
Foto retirada da página da Vip Training Academia no Facebook.
Próxima parada: Circuito SESC, etapa Sobral, 10k. Enquanto isso, seguiremos nos treinos pois a volta à Fortaleza está marcada: 5 de novembro, 21k Terra da Luz.

Resumo da prova:

Kit: R$ 35,00 sem chip de cronometragem; número de peito deformado com o suor; camisa inadequada.

Balizamento: Ok, na medida.

Ambulância: Ok, presente.

Hidratação: Ok, na medida.

Lanche pós-prova: Ok, na medida.

Medalha: Acrílico.

Premiação: não houve.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#42 – II Meia Maratona de Sobral

Metade do ano já se foi e só agora conquistei minha segunda medalha… E foi bem conquistada 😀 Parece que Sobral, definitivamente, tem um calendário de provas. Salvo engano esta foi a quarta prova em 2018 e confirmadas já estão pelo menos mais sete! A de ontem foi a nova queridinha dos corredores sobralenses: a Meia Maratona de Sobral – MMS, em sua segunda edição. Assim como em 2017 , ótimo custo benefício – inscrições entre 30 e 50 reais – e excelente premiação: mais de 36 mil reais. Prêmio em dinheiro, medalha e troféu para os três primeiros em cada distância (masculino e feminino), premiação por categoria, premiação especial para quem reside em Sobral, premiação para cadeirantes e paratletas. Tudo pago na hora. Chegou, ganhou. A divulgação começou um pouco mais cedo que em 2017 e me pareceu melhor: rádio, comercial naquelas TVs de shopping e supermercado, Facebook da prefeitura… No entanto, parece que os corredores demoraram um pouco para se empolgar com o evento. As inscriçõe

#58 – Corrida de 3 anos da Sprint Training

Hoje teve mais uma corridinha em Sobral. Em comemoração ao seu terceiro ano, a Sprint organizou uma corrida festiva nas distâncias de 3km, 5km e 10km. Inscrições custando 50 reais feitas diretamente com os professores da assessoria. Fiz a minha quase no final do prazo… Pensei no bolo de aniversário do ano passado, que tava muito gostoso, e resolvi ir. Kit retirado na noite da sexta-feira, oportunidade para conversar sobre os 100k completados na semana anterior pelo nosso treinador Celso Trindade. Também peguei os kits de duas vizinhas corredoras, Camilla e Lara. No dia seguinte, aproveitando que o sol está nascendo mais cedo nessa época do ano, saímos do nosso distrito às 4h30. Como sábado é dia de longão e a maior distância na corrida seria 10k, resolvemos ir já correndo, para totalizar algo entre 16k e 17k ao final. Abafado muito! Cesário (esq.), Alexandre e eu. Chegamos ao ponto de largada – Arco de Nossa Senhora – por volta das 5h20. Encontramos o povo da assesso

1ª Sprint Kids

Dentro do agitado calendário de corridas em Sobral e também em comemoração ao Dia da Criança, a assessoria Sprint Training organizou uma “corrida de pivetes”, a 1ª Sprint Kids. A divulgação se deu através de redes sociais e as inscrições custaram 30 reais, feitas diretamente com o prof. Wladir. Podiam participar atletinhas de 2 a 13 anos e, claro, os daqui de casa não iam ficar de fora… Na noite de sexta, dia 11 de outubro os kits foram entregues no point da Sprint no Centro de Convenções. Anderson e Wladir estavam lá e retirei sem problemas. No sábado o evento começaria às 6h30. Acordamos as 5h e as 6h10 estávamos na ótima pista de atletismo da Vila Olímpica de Sobral, onde o papai treina algumas vezes. Aliás, a Vila está com a reforma da piscina em andamento e a construção de uma quadra. Céu limpo. Sem uma nuvem sequer. A organização fazia os últimos ajustes na decoração do ambiente. O pessoal dos pula-pulas demorou a chegar – o que acabou atrasando o início do evento – e