Pular para o conteúdo principal

#09 - II Corrida Gran Marquise

Na ideia de participar de várias provas, vi que uma bem conceituada era a corrida Gran Marquise. A edição de 2014 - a primeira - foi bastante elogiada pelos corredores. Além disso, o percurso não era o 'mesmo de sempre'. A largada seria em frente ao Hotel Gran Marquise, já no final da Beira-Mar, indo até o cais e depois subindo pela 'Avenida Almirante Henrique Sabóia' e voltando até o ponto de partida. No site não tinha o mapa completo, apenas as ruas, dobra aqui, volta ali, etc.

A prova era num preço até bom: 60 reais. Só que inscrições pela internet tem sempre um custo de algo em torno de cinco reais. Ainda vou descobrir o que estamos pagando exatamente. 

Fui pegar o kit no próprio hotel na sexta-feira. Levei o comprovante e a lata de leite de casa. Opa, a inscrição era, então, 75 reais. Na média.

Algumas pessoas estavam meio agoniadas na fila. Primeiro pelo fato de estar tudo muito lento. Depois, pelo fato de não existirem camisas de tamanho G. Aquela ideia de bem conceituada estava se desfazendo... Prometeram que entregariam antes da corrida. Parece que entregaram mesmo. Com o meu kit foi tudo tranquilo. 

No dia da prova, 17 de maio, como de costume cheguei bem cedo e procurei estacionar o mais próximo da largada. Aparentemente tudo certo com a organização.

Largada bem em frente ao Hotel Gran Marquise.
No entanto, com o passar dos minutos e o chegar dos participantes, o espaço de concentração mostrou-se pequeno. Apenas a calçada do outro lado do Hotel. Bem estreito. Mas, estava ali para correr e não para me deitar na calçada. 

Na largada. Foto: Truke Mídia.

No horário marcado, se deu a largada. E lá fomos em direção ao cais. Ali, a primeira surpresa: o retorno se deu bem antes do que estava sinalizado no site. Mas como eu não estava gostando daquele 'clima', achei bom. Muito carro voltando de festa. Motoristas estressados, outros claramente bêbados... Só queria sair logo daquele trecho e ir para a tal Avenida Almirante Henrique Sabóia.

Sabóia. Sabóia é um sobrenome muito comum em Sobral, mas até hoje não sei quem é o Almirante.

Entramos numa avenida larga. Era a tal avenida. Comecei a reconhecer o local. De um lado comércio, do outro, trilho e casas menos pomposas. Foi ai que caiu a ficha: estávamos na famosa VIA EXPRESSA. Palco de constantes assaltos à motoristas. Ora, se os caras assaltam as pessoas de carro - e nem precisam parar no semáforo, basta uma pequena diminuição na velocidade - imagina quem está correndo com seus Nimbus, Boosts e Garmins... Eu não tinha acessório algum desses, mas vai que os bandidos achavam que sim?

Menos mal que nesse trecho tinham algumas viaturas da Autarquia Municipal de Trânsito. Mas também não sei o que eles fariam caso os corredores fossem abordados. Além do mais, não vi outras pessoas se queixando do trecho. Então, deixa quieto.

Fim de prova e tempo de 1h13min. Mas o percurso foi de 9,5 km. Não houve melhora.

Ao final, muito suco Indaiá e um balaio com sobras de rapadura... Bananas amassadas, mas ainda dentro das cascas, e maçãs. Água também. Mas tudo num aperto medonho. Passando de bandinha e pedindo passagem.

Legal a medalha, mas pela Via Expressa? Acho que não quero mais...

No sábado seguinte seria a Night Run. Todos dizem que prova noturna é ótimo para baixar o tempo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#42 – II Meia Maratona de Sobral

Metade do ano já se foi e só agora conquistei minha segunda medalha… E foi bem conquistada 😀 Parece que Sobral, definitivamente, tem um calendário de provas. Salvo engano esta foi a quarta prova em 2018 e confirmadas já estão pelo menos mais sete! A de ontem foi a nova queridinha dos corredores sobralenses: a Meia Maratona de Sobral – MMS, em sua segunda edição. Assim como em 2017 , ótimo custo benefício – inscrições entre 30 e 50 reais – e excelente premiação: mais de 36 mil reais. Prêmio em dinheiro, medalha e troféu para os três primeiros em cada distância (masculino e feminino), premiação por categoria, premiação especial para quem reside em Sobral, premiação para cadeirantes e paratletas. Tudo pago na hora. Chegou, ganhou. A divulgação começou um pouco mais cedo que em 2017 e me pareceu melhor: rádio, comercial naquelas TVs de shopping e supermercado, Facebook da prefeitura… No entanto, parece que os corredores demoraram um pouco para se empolgar com o evento. As inscriçõe

#58 – Corrida de 3 anos da Sprint Training

Hoje teve mais uma corridinha em Sobral. Em comemoração ao seu terceiro ano, a Sprint organizou uma corrida festiva nas distâncias de 3km, 5km e 10km. Inscrições custando 50 reais feitas diretamente com os professores da assessoria. Fiz a minha quase no final do prazo… Pensei no bolo de aniversário do ano passado, que tava muito gostoso, e resolvi ir. Kit retirado na noite da sexta-feira, oportunidade para conversar sobre os 100k completados na semana anterior pelo nosso treinador Celso Trindade. Também peguei os kits de duas vizinhas corredoras, Camilla e Lara. No dia seguinte, aproveitando que o sol está nascendo mais cedo nessa época do ano, saímos do nosso distrito às 4h30. Como sábado é dia de longão e a maior distância na corrida seria 10k, resolvemos ir já correndo, para totalizar algo entre 16k e 17k ao final. Abafado muito! Cesário (esq.), Alexandre e eu. Chegamos ao ponto de largada – Arco de Nossa Senhora – por volta das 5h20. Encontramos o povo da assesso

1ª Sprint Kids

Dentro do agitado calendário de corridas em Sobral e também em comemoração ao Dia da Criança, a assessoria Sprint Training organizou uma “corrida de pivetes”, a 1ª Sprint Kids. A divulgação se deu através de redes sociais e as inscrições custaram 30 reais, feitas diretamente com o prof. Wladir. Podiam participar atletinhas de 2 a 13 anos e, claro, os daqui de casa não iam ficar de fora… Na noite de sexta, dia 11 de outubro os kits foram entregues no point da Sprint no Centro de Convenções. Anderson e Wladir estavam lá e retirei sem problemas. No sábado o evento começaria às 6h30. Acordamos as 5h e as 6h10 estávamos na ótima pista de atletismo da Vila Olímpica de Sobral, onde o papai treina algumas vezes. Aliás, a Vila está com a reforma da piscina em andamento e a construção de uma quadra. Céu limpo. Sem uma nuvem sequer. A organização fazia os últimos ajustes na decoração do ambiente. O pessoal dos pula-pulas demorou a chegar – o que acabou atrasando o início do evento – e