Pular para o conteúdo principal

#02 - Circuito das Estações 2014 - Etapa Inverno

Concluída a primeira prova, passei a me concentrar na meta de completar mais três provas ainda em 2014. Foram - e ainda são - muitas horas navegando pela internet para aprender mais sobre esse esporte. Além disso, era preciso decidir as provas das quais participar.

Nessas navegações, vi que um circuito bem famoso é o das Estações. Como a próxima etapa em Fortaleza estava marcada para maio, achei oportuno. Estava aproveitando a empolgação.

Entrei no site da Ativo e fiz a inscrição. Um pouquinho mais barato do que a Meia Maratona de Fortaleza. Prova marcada para 25 de maio de 2015.

No final de semana da prova, novamente cheguei à Fortaleza na quinta-feira, mas fui pegar o kit apenas no sábado a tarde. No outro lado do mundo, shopping Iguatemi.

Fomos JC e eu. A última vez que tinha ido a tal shopping foi com meu amigo Cezar comprar um scanner. Acho que no século passado ainda. Ah, lembro que compramos uma pizza família para nós dois. Placar: Cezar 5x3 Márcio. Bem, voltemos...

Ao chegar na loja de entrega de kits, a Centauro, tudo tranquilo. Lata com bolsa, camisa e número de peito além de cupom de 10% de desconto na loja. Acabei comprando apenas um cinto de hidratação - item altamente necessário segundo meus estudos.

Na saída ainda encontrei o Helder Almeida, também professor da UVA e corredor. Fera, diga-se.

Voltamos pra casa e dessa vez planejei melhor a saída no dia seguinte. Deixei tudo no ponto e já sabia que iria de carro. Nada de arriscar táxi.

O local da largada era o mesmo Marina Park Hotel da prova anterior. Depois de todo meu relato empolgado - sobre a prova e o local - a Ju se animou para ir também. Como a prova teria largada às 7h, combinamos de sair bem cedo, por volta das 4:40. No horário marcado, fomos. Ju, JC, minha sogra e eu.

Chegamos no segundo posterior ao do fechamento da rua de acesso ao hotel. Era o pessoal do balizamento da prova agindo. Pedi que abrisse, pois ele estava acabando de fechar e não custava nada me deixar passar. Na verdade, tinha uma fila de carros atrás, mas não sei se eram de participantes da corrida (lembrando que aos domingos, existe uma feira nas proximidades). O rapaz da grade estava irredutível. Mas ai minha sogra entra em ação e com meia dúzia de palavras envolvendo criança e mulheres, e que deixaram o jovem de consciência pesada, conseguimos passar e estacionar do lado do portão de acesso ao hotel.

Nas provas da O2, como se sabe, os chips são entregues no dia da corrida. Fui, peguei e voltei para o jardim, onde estavam Ju, JC e minha sogra num verdadeiro pique-nique. Eram 6h10min ainda e eles estavam se divertindo bastante. 

Eu, Celso e Elder.

Logo em seguida avisto Celsão e Elder, mais uma vez. É sempre muito legal encontrar essa moçada nas provas. Conversa pra cá, foto pra lá, voltinha nas tendas, aquecimento e já ia começar a prova. Antes, porém, pausa para uma foto com a turma de Sobral que estava participando da prova.


Turma que pratica corrida em Sobral. Agachados: Helder, Élder, Muniz, Lela. De pé: Celso, eu e mais cinco cujos nomes não sei.

Foi então que o Celso me perguntou:
- Vai correr 10km?
- Não, 5km. Tô começando agora.
- O cabra se tacar de Sobral pra cá pra correr 5km, é muita falta do que fazer...

Ri. Não tinha outra coisa a fazer. Mas se ele disse isso, então eu poderia. Afinal, ele tinha sido por muito tempo meu professor na academia e não tinha outra pessoa nesse mundo que conhecia mais meu preparo físico do que ele. Nem mesmo eu. Além da academia já tínhamos participado de vários 'rachinhas' no campo do SESC. Também lembro de uma vez que ele me fez participar de um circuito. Ocasião, na qual, eu vi 'a luz'.

Fomos para o funil de largada e a prova foi praticamente no mesmo percurso da MMF. Mudou apenas o ponto de retorno - um pouco antes - e a entrada no hotel que se dava depois de um segundo retorno, mas na mesma avenida Leste-Oeste.

Dessa vez procurei respeitar melhor meu ritmo e já não estava com o bolso cheio de coisas. Também estava de boné, óculos escuro e usando protetor solar. No final, tempo baixado em 3'49'', o que representa um ganho de quase 9%. Bom.

Ao final, aquele nó na garganta de novo. A sensação de superação é algo indescritível. Naquele momento, era superação. Ainda mais com minha família ali. Muito legal.

Mas, trinta segundos depois, umas vozes: "o chip, o chip, o chip!". Ai, lá fui eu me abaixar para tirar o chip. Depois, tudo rodou. Quando o mundo parou de girar fui receber a medalha, pegar umas bananas, maçãs e o isotônico. Água, também.

Primeira corrida.
Na volta pra casa, aquela ideia do Celso me martelando. Seria hora de mudar para os 10km?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

#42 – II Meia Maratona de Sobral

Metade do ano já se foi e só agora conquistei minha segunda medalha… E foi bem conquistada 😀 Parece que Sobral, definitivamente, tem um calendário de provas. Salvo engano esta foi a quarta prova em 2018 e confirmadas já estão pelo menos mais sete! A de ontem foi a nova queridinha dos corredores sobralenses: a Meia Maratona de Sobral – MMS, em sua segunda edição. Assim como em 2017 , ótimo custo benefício – inscrições entre 30 e 50 reais – e excelente premiação: mais de 36 mil reais. Prêmio em dinheiro, medalha e troféu para os três primeiros em cada distância (masculino e feminino), premiação por categoria, premiação especial para quem reside em Sobral, premiação para cadeirantes e paratletas. Tudo pago na hora. Chegou, ganhou. A divulgação começou um pouco mais cedo que em 2017 e me pareceu melhor: rádio, comercial naquelas TVs de shopping e supermercado, Facebook da prefeitura… No entanto, parece que os corredores demoraram um pouco para se empolgar com o evento. As inscriçõe

#58 – Corrida de 3 anos da Sprint Training

Hoje teve mais uma corridinha em Sobral. Em comemoração ao seu terceiro ano, a Sprint organizou uma corrida festiva nas distâncias de 3km, 5km e 10km. Inscrições custando 50 reais feitas diretamente com os professores da assessoria. Fiz a minha quase no final do prazo… Pensei no bolo de aniversário do ano passado, que tava muito gostoso, e resolvi ir. Kit retirado na noite da sexta-feira, oportunidade para conversar sobre os 100k completados na semana anterior pelo nosso treinador Celso Trindade. Também peguei os kits de duas vizinhas corredoras, Camilla e Lara. No dia seguinte, aproveitando que o sol está nascendo mais cedo nessa época do ano, saímos do nosso distrito às 4h30. Como sábado é dia de longão e a maior distância na corrida seria 10k, resolvemos ir já correndo, para totalizar algo entre 16k e 17k ao final. Abafado muito! Cesário (esq.), Alexandre e eu. Chegamos ao ponto de largada – Arco de Nossa Senhora – por volta das 5h20. Encontramos o povo da assesso

1ª Sprint Kids

Dentro do agitado calendário de corridas em Sobral e também em comemoração ao Dia da Criança, a assessoria Sprint Training organizou uma “corrida de pivetes”, a 1ª Sprint Kids. A divulgação se deu através de redes sociais e as inscrições custaram 30 reais, feitas diretamente com o prof. Wladir. Podiam participar atletinhas de 2 a 13 anos e, claro, os daqui de casa não iam ficar de fora… Na noite de sexta, dia 11 de outubro os kits foram entregues no point da Sprint no Centro de Convenções. Anderson e Wladir estavam lá e retirei sem problemas. No sábado o evento começaria às 6h30. Acordamos as 5h e as 6h10 estávamos na ótima pista de atletismo da Vila Olímpica de Sobral, onde o papai treina algumas vezes. Aliás, a Vila está com a reforma da piscina em andamento e a construção de uma quadra. Céu limpo. Sem uma nuvem sequer. A organização fazia os últimos ajustes na decoração do ambiente. O pessoal dos pula-pulas demorou a chegar – o que acabou atrasando o início do evento – e