Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

#17 - 5ª Corrida da ASA

E não é que minha irmã preferida correu mesmo? Meroca e eu sempre tivemos uma relação de amor e ódio. Eu a amo, ela se faz que me odeia. Mas uma coisa temos em comum, o sangue dos cabras do Cariri. Se dissermos que vamos fazer, faremos. Para não voltar demais no tempo, vou relatar um outro desafio já na adolescência/juventude, quando ela foi aprovada no vestibular para o curso de Letras. Se no primeiro semestre ela tivesse todas as notas acima de oito, eu daria um violão. E não é que ela conseguiu? Paguei a aposta na frente dos amigos e comprei um violão Gianinni - que ainda existe! - na BD Sports do North Shopping. Engraçado que até então nunca tinha comprado instrumento nem para mim, mas paguei a aposta. Satisfeito, até. A partir dai ela seguiu bem sua vida. Saiu do mundo da preguiça e passou a ser uma adulta direita. Meio tantanzinha, mas tá viva. Engraçado que eu sempre fui bonito e ela feia... Agora em 2015 ela começou com uns papos sobre corrida. Tava acima

Novos trajetos: Renato Parente - Boqueirão - CE 440.

O assunto hoje não é corrida ou evento do tipo... Já há algum tempo, eu tinha vontade de fazer um percurso diferente, que não fosse no asfalto. Nos dias de passeio com o Tobie, geralmente faço uns trotes. Esses momentos seriam os ideais para descobrir novos caminhos. Nada de frequencímetro e cronômetro. Só mesmo curtir a paisagem. Acho que esse desejo de um cenário mais off-road deve ser coisa de DNA, pois cresci ouvindo as histórias de meu pai sobre, digamos, a "vida no mato". O percurso usado para as atividades com o Tobie é, em geral, dentro de um novo loteamento, vizinho ao Bairro Renato Parente, em Sobral. As ruas estão lá, pavimentadas, mas parece que as construções de casas ainda não foram autorizadas. É um percurso bem legal, sem falar dos serrotes - se fosse nos Estados Unidos chamaríamos de montanhas ou colinas - ao redor, que fazem uma boa sombra antes do final da tarde e anoitecer. Talvez, um dia, ai seja uma sala. O Tobie foi o primeiro a nela descans

#16 - 5ª Mini Maratona de Sobral

A história dessa corrida leva uma semana... No final de semana anterior, JC e Ju tiveram seus momentos esportivos e eu acabei não fazendo o treino 'longão'. Pra acabar de completar, tive um problema de enxaqueca que me impediu de treinar até segunda pela manhã. O fiz apenas na segunda a noite.  Na quarta fui para a academia. Fortalecimento muscular. Procurei o professor Chaguinha e falei que estava começando a sentir dor no joelho quando as distâncias eram superiores a 12km. Pedi umas séries mais específicas pra perna, já que quarta era relativamente longe do domingo seguinte. Rapaz... Eu já frequento academia há anos, mas sempre esqueço que as dores só aparecem no dia seguinte. Acabei sendo irresponsável, exagerando na carga e na repetição, especialmente nas séries para panturrilha. As batatas viraram purê! Na quinta pela manhã estavam travadas! Mesmo assim fiz 6km a tardinha, um trote bem leve. Só para oxigenar a musculatura. Melhorou um pouco. Mas na sex

Pedalando SEST/SENAT

Continuando com o final de semana esportivo... No domingo da prova do Circuito SESC em Sobral, ficamos sabendo que aconteceria no dia 04 de outubro um passeio ciclístico. Como papai já estava correndo regularmente e JC já era um pequeno atleta, faltava algo para mamãe Ju. Perfeito. Fizemos - sem ela saber - a inscrição e avisamos poucos dias antes. Ela fez aquela cara de espanto, mas gostou.  O evento foi promovido pelo SEST/SENAT (Serviço Social do Transporte / Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) e teve inscrição gratuita, mas com direito a kit (camisa + número de peito), brinde (no caso, um capacete) além de sorteio de duas bicicletas. Um dia antes, porém, passei um perrengue. Logo depois de chegar com o JC da maratoninha SESC, tive uma enxaqueca braba. Muito braba. Muitíssimo braba. Muitissíssimo braba. A mais braba entre as brabas no meio de todas as brabas, como diria o Espanta. E a Ju ainda em trânsito, de Fortaleza para Sobral. Mas ela chegou e me de

Maratoninha SESC

Tradicionalmente o SESC Sobral promove a Maratoninha SESC na primeira semana de outubro, em comemoração ao Dia das Crianças. As inscrições foram apenas dias antes da prova e se esgotaram rapidinho. Ainda consegui inscrever o Bacural nos últimos momentos. No dia da prova, JC estava gripado e eu com as costas 'entrevadas' como se diz. Por isso, até sexta à noite, estávamos certos de não ir. Mas no sábado, acordei um pouco melhor e ele também. Fomos pegar o kit da mamãe Ju para o Pedalando SEST/SENAT - que aconteceria no dia seguinte - e acabei colocando até o tênis no carro. Na volta, passamos no SESI e ainda participei de um rachinha de futsal com o pessoal da academia. Eu estava 100%, então. Como o JC ficou nas arquibancadas da quadra e correu mais do que eu, então não tinha motivo para não irmos. Fomos, sem mamãe saber, claro. Ao chegarmos à sede social do SESC, confirmamos a inscrição e JC recebeu seu número de peito e chip, este apenas como adereço, mas para ele

#15 - Circuito SESC - Etapa Sobral

Treze de setembro de 2015. Dezessete meses depois, finalmente eu iria repetir uma mesma prova. Ok, participei da Meia Maratona de Fortaleza duas vezes, mas no primeiro ano foram 5 km e no segundo 10 km. No circuito das estações, antecipavam um retorno aqui e outro ali, mudavam o sentido do percurso, colocavam em voltas, etc. Mas nesse não; todo mundo já conhece o percurso. Na primeira vez, 1h18min e mais alguma coisinha. Esse ano eu queria fazer pelo menos um sub 65'. Mesmo em busca do sub 60', sabia que não iria conseguir naquele domingo, ainda que em casa. A prova estava marcada para as 7h da manhã. E em Sobral, 7h da manhã, num mês que termina em BRO, é pauleira. Até mesmo o horário dos treinos procuro modificar, saindo algumas vezes à noite. Não é moleza. Pelo menos para mim, não. Adoro essa prova. A inscrição é gratuita, sendo pedido dois quilos de alimentos para os projetos sociais do SESC. A entrega do kit é sempre legal, pois revejo algumas pessoas do tempo

#14 - I Sky Run

Inicialmente eu não participaria dessa prova, pois já tinha me planejado para estar na etapa de Sobral do Circuito SESC, marcada para uma semana depois. A experiência de participar de corridas em semanas seguidas não tinha sido muito boa (Night Run e Gran Marquise). Mas, como o marketing do Felipe Almeida foi convencedor e o Valber disse que iria, resolvi me inscrever. Além disso, seria uma prova bem próxima do meu 37º aniversário. Serve de comemoração, embora sendo dia 6 de setembro, três dias depois. Vale. A divulgação desta prova começou uns seis meses antes, eu acho. Toda semana o Felipe soltava uma atração para esta corrida: percurso diferente da mesmice da praia, premiação por faixa etária, medalha diferenciada para os TOP 50 feminino e TOP 50 masculino nos 5 km e nos 10 km, entre outras coisas. A divulgação era pesada no Facebook e presente nas demais provas. Panfletos e corredores já com a camisa do evento eram comuns. Achei interessante a proposta da corrida pois se t

#13 - Circuito das Estações - Etapa Primavera

Duas semanas depois, lá estávamos de novo na Praia de Iracema para mais uma corrida, 16 de agosto de 2015. Terceira etapa do Circuito das Estações. Tudo da mesma forma de sempre. Vamos pular os detalhes repetitivos, então. No sábado fui até a casa do Valber para saber se ele iria para a corrida. Ele estava meio na dúvida pelo fato de não ter feito a inscrição, mas como Dirceu e eu iríamos, ele fez o que todo menino de nossa idade faria: resolveu ir. Pipoca? Sim. Mas pipoca consciente. Não foi algo planejado, portanto o convenci de que não era algo errado. Bastava não atrapalhar os que pagaram e pronto. Largada prevista para as 6h30min. Saímos de casa as 4h30min. Encontramos um bom local para estacionar e fomos para o Calçadão. Que frio! Nem parecia Fortaleza. Estávamos nos tremendo, confesso. Mas o sol raiou e o sonho acabou. Fui até o stand da O2 - pois sou assinante da revista - exerci meus direitos e depois voltei para perto da largada. Passamos na tenda da Indaiá,

#12 - Circuito de Corridas Caixa - Etapa Fortaleza

Foram 45 dias de treinos até o dia 2 de agosto, data da realização da minha 12ª prova. Minha mãe havia falado que um vizinho nosso, o Valber, também estava participando de algumas corridas. A princípio estranhei, pois sabia que os irmãos dele - Lando e Waguin - corriam. Mas como o Valber tem um biotipo de queniano, não era de se estranhar. Segundo Dona Núbia, ele estava na II Corrida Gran Marquise. Não só ele como outro vizinho, o Dirceu. Mas esse vai para competir de vera! Treina com assessoria e tudo mais. Na retirada do kit, acabei encontrando o Valber lá. Nos falamos rapidamente pois ele tinha que voltar para o trabalho, mas basicamente combinamos de combinar mais tarde, a nossa ida à corrida.  Ah, o local de retirada foi, de novo, a loja Centauro do Iguatemi. Com o mesmo desconto de 10% de sempre. Dessa vez gastei com tênis para o JC. A entrega de kits foi um pouco confusa, pois a maioria ficou sabendo de um tal termo de responsabilidade que deveria ser entreg

PA Kids

Como se sabe, os pais adoram quando os filhos querem fazer algo tal qual os progenitores. No meu caso, não é diferente.  Sempre que volto dos treinos, o JC já está acordado e geralmente faz o alongamento comigo. Quando menorzinho até tinha a mania de calçar o tênis e sair pela casa: "Vamo, pai. Vamo?". Além disso, toda criança adora correr.  Foi então que no site da Ativo apareceu a propaganda da Pão de Açúcar Kids, marcada para 04 de julho, um sábado. Um dia antes do seu aniversário de 5 anos. Estava escolhido o presente! Inscrição feita como na corrida para adultos, mas kits entregues apenas no dia: camisa, número de peito para o atletinha e para o responsável, orientações para participação da prova, etc. Chegamos na Universidade de Fortaleza (UNIFOR) por volta das 6h30min. A primeira bateria estava prevista para as 8h (no site). Acabou começando as 8h20min.  Enquanto isso, JC cuidou de fazer seu aquecimento. Hora do aquecimento. No mesmo gramado onde